vou falar de cavalos e carros

Quinta-feira, 18 de Abril de 2013
...

O que são argilas?

 

As argilas são rochas sedimentares compostas de grãos muito finos de silicatos de alumínio, associados a óxidos que lhes dão tonalidades diversas.

 

Embebidas em água, formam uma pasta mais ou menos plástica (barro), que pode ser moldada. Divide-se em dois tipos: argilas primárias, originadas da decomposição do solo por ações físico-químicas do ambiente natural, através dos anos, apresentando-se normalmente na forma de pó; argilas secundárias, decorrentes da sedimentação de partículas transportadas através das chuvas e dos ventos, que se apresentam na forma pastosa ou de lama (argila mais água).

 

 

 

A argila é uma rocha granular com grãos de dimensões muito reduzidas.

É um produto da alteração de rochas silicatadas, sendo uma mistura de vários minerais: caulinite, ilite e montemorilonite.

As suas principais características são a sua coerência, a sua secura e o seu estado plástico quando entra em contacto com a água.

Devido às suas reduzidíssimas dimensões, e também porque apresentam em geral a forma laminar, as suas partículas apresentam superfícies específicas muito grandes (massa proporcional ao volume, variando na razão inversa das dimensões da partícula).

A sua composição mineralógica favorece o desenvolvimento de reações químicas com a água e com os sais nela dissolvidos. Desta forma geram-se importantes forças de superfície que acabam por comandar o comportamento do agregado de partículas, ultrapassando largamente o efeito das forças do peso próprio, denominando-se partículas coloides.

As partículas de argila apresentam cargas elétricas negativas nas faces e cargas positivas nos bordos. Devido às cargas negativas, as partículas de argila atraem iões positivos (catiões) de sais dissolvidos na água. As moléculas de água mais próximas da

superfície da partícula de argila estão submetidas a tensões elevadíssimas, encontrando-se praticamente em estado sólido. Cada partícula pode atrair várias camadas de moléculas de água e catiões até ficar eletricamente neutra. Designa-se essa água por água adsorvida.

A expansão das argilas dá-se através da absorção de água. Quando têm água em excesso ocorre a sua degradação, perdendo a argila e a sua compactação e originando suspensão de partículas.

Quando a argila se encontra em contacto com a pedra calcária originam-se margas.

Estas contêm cerca de 35 a 65% de argila, apresentando cor acinzentada.

A argila é a principal matéria-prima da indústria cerâmica. O processo de cozedura da

argila origina uma massa muito resistente a nível químico.

Existem vários tipos de argilas a nível de formação: argila residual, que resulta de um processo de descalcificação de formações calcárias, encontrando-se frequentemente no interior de cavernas; argila vermelha que resulta de processos de sedimentação em áreas profundas nos oceanos, tendo uma percentagem muito baixa em calcário e apresentando uma cor vermelha devido à presença do hidróxido de ferro e óxido de manganésio.

Os principais tipos de argila ao nível de uso na construção civil são: a caulinite, apresentando esta o maior diâmetro; a ilite e a montemorilonite, a qual atinge valores de superfície específica mais elevados e uma maior capacidade de absorção de água.

A argila é também a matéria-prima de aglomerados rústicos, tais como o adobe de fabrico artesanal, usado para fazer paredes. Estas paredes são de má qualidade e pouco resistentes, tendo que se lhes juntar um pouco de palha ou de feno para lhes conferir maior consistência.

Outro aglomerado rústico é a taipa que é uma pasta de argila, normalmente usada no fabrico de muros, sendo necessário acrescentar cal para lhe conferir maior resistência. Em geral, este tipo de construção rústica com aglomerados de argila ocorre em zonas onde não existe pedra natural capaz de possibilitar a construção de paredes e muros. Este tipo de construção com argila tem o inconveniente de não manter as características de resistência ao longo do tempo.

A argila é usada também, quando granulada artificialmente, como isolante térmico e absorvente acústico.

 

 

 

 

 

Plasticidade - é a propriedade que as argilas têm de se tornarem moldáveis após absorção de uma certa quantidade de água e de um tratamento que se chama, amassar. É a principal característica das argilas.

 

 

 

Resistência - é a propriedade que as argilas adquirem após a secagem e depois da cozedura, de não sofrer deformações do seu aspecto, resistindo ao calor e à corrosão.

 


Impermeabilidade - é a propriedade que as argilas adquirem após a cozedura, de não absorver qualquer líquido que a venha a dissolver. Ainda possibilita às peças conter líquidos sem os verter.

 


Sonoridade - é a propriedade que as argilas têm de após a cozedura de emitir sons, mediante batimentos com alguma força.


Cor - de acordo com a natureza da sua composição, a argila apresentará tonalidades diferentes. Os óxidos de ferro imprimem à argila novas cores, as argilas ricas em matéria orgânica apresentam tons acinzentados. A cozedura altera a cor inicial das argilas.



Outras Características – Maus condutores de electricidade e de calor; Dureza; etc.…

Argila Verde: melhora a circulação sanguínea periférica, atenua manchas, combate cravos e espinhas, controla a oleosidade da pele e é desintoxicante facial, capilar e corporal. Promove a esfoliação da pele, combate edemas, nutre os tecidos e absorve toxinas. Bactericida e cicatrizante. Indicada para pele oleosa.

Argila Branca: é a mais suave de todas. Promove aumento na oxigenação de áreas congestionadas, a uniformização pela esfoliação suave e regula a queratinização. Clareia manchas, reduz rugas e sinais de expressão. Combate cravos e espinhas e é desintoxicante. Reduz inflamações, aumenta a elasticidade e purifica. Indicada para peles sensíveis.

Argila Amarela: tem efeito tensor e ativador da circulação. Combate e retarda o envelhecimento cutâneo, nutre a pele sem ressecá-la e elimina o excesso de oleosidade. Purifica, hidrata, reduz inflamações e aumenta a elasticidade da pele.

Argila Vermelha: age como secativo, regula a micro-circulação cutânea e é recomendada para peles sensíveis. Usada para reduzir medidas. Hidrata e fortalece a pele. Elimina o estresse e retarda o envelhecimento.

Argiual Cinza: reguladora da seborréia capilar, clareia manchas e firma bustos, nádegas, coxas e barriga. É esfoliante, combate cravos e espinhas e retarda o envelhecimento da pele. Elimina inchaço e oleosidade.

Argila Marrom: ativa a circulação, equilibra e revitaliza a pele. Rejuvenesce, tonifica e é eficaz contra cravos e espinhas. Ameniza manchas, controla a oleosidade e nutre o tecido. É adstringente, hidratante e purificante. É rara.

Argila Preta: excelente agente rejuvenescedor. Tem ação antiinflamatória e anti-stress. Desintoxicante e adstringente. Melhora a circulação sanguínea periférica, ameniza manchas, é adstringente e contribui para a renovação celular. Conhecida também como lama negra. É rara.

Argila Rosa: é muito suave. É a mistura da vermelha com a branca. Utilizada principalmente para máscaras de limpeza. Revitaliza, hidrata e elimina toxinas. Indicada para peles sensíveis e desidratadas. É cicatrizante e diminui a flacidez, a celulite e a gordura localizada. Combate o envelhecimento cutâneo.

Argila Bege: é suave. Mistura da marrom com a branca. Revitaliza, ameniza manchas, hidrata e desintoxica. Promove esfoliação e combate cravos e espinhas.

As argilas, produto natural, são formadas por grãos muito finos com minerais alumino-silicatos hidratados constituídos pelos seguintes químicos: O, Si, Al, H, Fe, Mg, Ca, K e Na. Este produto natural apresenta, quase sempre, plasticidade em meio adequadamente húmido e endurece depois de seco e mais ainda depois de cozido.

A argila ocorre à superfície e forma-se nas interfaces da crusta com a atmosfera, a hidrosfera e a biosfera. As argilas da zona em estudo foram formadas em ambiente continental. A argila funciona com um filtro e um substrato para a vida e foi o primeiro produto natural a ser utilizado pelo Homem. Na Antiguidade, e ao longo do tempo, a argila era utilizada, principalmente, para a construção de habitações e de acessórios domésticos, mas, actualmente, de entre todos os produtos naturais minerais, a argila é um dos que tem maior numero e diversidade de aplicações e, para ela, vão sendo ainda encontradas novas e variadas aplicações. A argila é utilizada na cerâmica, no cimento, no papel, na borracha, nos plásticos, nas tintas, na metalurgia, nos fluidos de sondagem, nos agregados leves, nos absorventes, nas impermeabilizações, nos confinamentos e selagens, na peletização de rações e minérios, nas fibras de vidro e refractários. O objectivo deste trabalho é realizar uma análise e caracterização tecnológica das argilas do Juncal (tendo, contudo, em consideração os condicionalismos tecnológicos inerentes à instituição).

A área em estudo insere-se no sinclinal Alpedriz – Porto Carro, cujo centro está preenchido por 3 formações em série: Jurássico Superior, Cretácico Inferior e Cretácico superior.

O Jurássico Superior é constituído por um complexo de grés e de argilas de diversas cores, que abrange uma extensa área. O seu limite inferior é constituído por margas e calcários margosos com fauna marinha e o seu limite superior corresponde ao Cretácico Inferior. As argilas apresentam uma composição mineral essencialmente caulinítica e ilítica. Quanto à composição química, eles apresentam elevados teores em SiO2 e Al3O3. A distribuição textural registada, respectivamente, para a fracção arenosa, siltosa e argilosa, é de 5,2% a 24,8%; 37,9% a 51,7% e 37,4% a 55,4%, e para a fracção <20 µm é de 64,4% a 86,9%.
O Cretácico Inferior é constituído por um complexo Albiano – Aptiano constituído na base por matriz argilosa. De seguida, apresenta alternância entre níveis estratigráficos, níveis argilosos, níveis de grés argilosos e níveis de areia e siltes, onde estão instaladas as explorações de barro vermelho, que alimentam a indústria cerâmica da região. Este complexo apresenta uma espessura média de cerca de 440 metros, com orientação E-W com 3500 metros aproximadamente .

As argilas, do ponto de vista químico, apresentam mais abundantemente os elementos SiO2 e Al3O3. Do ponto de vista mineralógico, a ilite, a caulinite e o quartzo são os minerais predominantes. Em relação à granulometria, a percentagem média da fracção de argila, siltes e areia é, respectivamente, 18,8%; 68,3% e 13% .

Na região do Juncal, a argila é extraída dos Barreiros, transportada por “dumpers” para as fábricas e aí é tratada e beneficiada para a produção do produto final. Nesta região o produto final é, essencialmente,  a cerâmica estrutural (telha e tijolo), havendo contudo diversas olarias e fábricas de porcelanas na região. As duas maiores empresas na região são a J. Coelho da Silva e a Margon. 

 

links: -

publicado por corrado às 09:43

Quinta-feira, 27 de Setembro de 2012
publicado por corrado às 08:51

Quinta-feira, 03 de Maio de 2012
tags:
publicado por corrado às 12:41

publicado por corrado às 12:11

Quinta-feira, 26 de Abril de 2012
publicado por corrado às 12:43

Sexta-feira, 09 de Março de 2012
publicado por corrado às 14:12

publicado por corrado às 14:08

Quinta-feira, 03 de Novembro de 2011

 

 

 

publicado por corrado às 12:12

Quinta-feira, 06 de Outubro de 2011
publicado por corrado às 13:18

cavalo a passo travado
pesquisar
 
Abril 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Últ. comentários
e tu devias nascere porca
vai pastar **** do ******* por isso calou o estro...
devias nascer cavalo ó martelo caves
Podias esclarecer melhor as coisas
arquivos
links
corridas de cavalos
golf 2 vr6
golf 2
order="0" allowfullscreen>
audi 80
cavalo a passo travado
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro